Blog #pais


  • 18.02.2020. 13:53

Como o próprio nome diz, no abandono afetivo inverso as partes trocam de lugar, deixando o(s) filho(s) de dar o cuidado que o(s) pai(s) precisa(m).

Leia Mais
1 min de leitura