A educadora britânica - a história de Millicent Fawcett


1 min de leitura
19 Feb

A história de hoje aconteceu no Reino Unido em meados de 1858 e conta a luta da primeira ativista do feminismo que se tem conhecimento, que iniciou um movimento a favor do direito ao voto às mulheres.

Millicent Fawcett era uma educadora britânica que questionava o fato de as mulheres não serem consideradas capazes de assumir postos de importância na sociedade, como, por exemplo, o corpo diretivo das escolas e o trabalho de educadoras em geral.

Naquela época, as mulheres eram vistas com desconfiança e como incapazes.

Através de seu ponta pé inicial, veio Emmeline Pankhurst, uma mulher que "peitava" todo o sistema.

Emmeline foi presa várias vezes e para forçar as autoridades, iniciou um movimento de greve de fome, inspirando outras mulheres a fazerem o mesmo, e, com isso, chamaram a atenção da opinião pública pela brutalidade do sistema legal na época.

Ela foi a militante que imprimiu um estilo mais enérgico ao movimento, o qual culminou com situações de confronto com policiais.

Infelizmente, durante um movimento, uma outra ativista, Emily Davison, atirou à frente do cavalo do rei e morreu.

Com todo o movimento gerado e a morte de uma ativista, o Reino Unido cedeu parcialmente o voto às mulheres. 

Sendo notícia no mundo todo, o feminismo se espalhou pelo mundo.

Nuh....


Outros temas como esse

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.