Mulher ‘invade’ Facebook do marido e é condenada a pagar indenização


1 min de leitura
05 Aug
05Aug

Se o casal tem a mesma senha para acessar os computadores e se um sabe a senha de e-mail ou outros espaços virtuais do outro, a prova da traição será validada perante o juiz sem qualquer prejuízo, mas...


Se houve a violação do computador ou celular pessoal, sem autorização e com uso de meios ilícitos, tais como hackeamento e escuta telefônica, eles NÃO podem ser usados e você poderá sofrer danos morais por violação a intimidade privada.


Existem vários tipos de invasão de privacidade:


1️⃣ Invasão de privacidade no trabalho: revistar bolsas dos funcionários ou instalar câmeras que registram momentos íntimos – como banheiros e refeitórios – ou que focalizem a filmagem apenas em pessoas específicas.


2️⃣ Invasão de privacidade domiciliar: construir estrutura que permita visualizar o interno ou externo da casa vizinha, ou então, a entrada sem permissão em território alheio.


3️⃣ Invasão cibernética: compartilhar vídeos e fotos digitais ou invadir a conta de terceiros, sem autorização.


A privacidade é válida casamento? Sim, esse é entendimento da justiça, vejamos:


➡️Direito de não ser monitorado


➡️Direito de não ser registrado


➡️ Direito de não ser reconhecido, entendido como direito de não ter imagens e conversas anteriormente gravadas publicadas na Internet em outros meios de comunicação.


Falamos sobre a traição virtual, confere aqui: Traição virtual existe e pode ser passível de danos morais!

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.