Guia Completo sobre Alienação Parental


1 min de leitura
24 Sep
24Sep

Opa... Ontem foi o dia dos filhos.


Esse dia é comemorado anualmente em 23 de setembro e foi criado no intuito de ajudar a fortalecer os laços filiais que ligam pais e filhos.


De tão importante, disponibilizamos algumas perguntas e respostas sobre o tema “ALIENAÇÃO PARENTAL”, a fim de prevenir tamanho mal que prejudica os filhos numa disputa por poder parental.


Mas afinal, o que é alienação parental?

A alienação parental é todo ato de um adulto que tenta manipular uma criança para que rejeite, sinta raiva, mágoa ou medo de algum membro da família do outro genitor, prejudicando assim o relacionamento dessa criança com o genitor alvo.


Quais são os tipos mais frequentes de alienação parental?

Os tipos mais frequentes são que a própria lei determina, mas podem existir muitos outros, que devem ser analisados no caso a caso:


  • realizar campanha de desqualificação (falar mal, mentir, colocar medo) do outro genitor;
  • “desautorizar” o genitor ou pedir que a criança não o obedeça;
  • dificultar contato de criança com genitor e seus familiares;
  • esconder situações importantes acerca da criança (inclusive escolares, médicas e alterações de endereço);
  • apresentar falsa denúncia contra genitor, contra familiares deste ou contra avós, para obstar ou dificultar a convivência deles com a criança ou adolescente;
  • mudar o domicílio para local distante, sem justificativa, visando a dificultar a convivência da criança ou adolescente com o outro genitor, com familiares deste ou com avós.


Já identifiquei os problemas, e agora, o que fazer?

  • O primeiro passo é obter provas dos fatos e da conduta da criança;
  • Procurar o conselho tutelar para contar os fatos e solicitar visitação psicossocial;
  • Procurar um advogado imediatamente


O processo demora?

  • No conselho tutelar, pode ser que demore um pouco dependendo do número de atendimentos
  • Na justiça, as ações devem ser postas na frente de todas as outras e, dependendo das provas, há a possibilidade de conseguir a guarda provisória


  1. O que acontece com a pessoa que for acusada de alienação parental?
  2. Caso constado a alienação parental, quais são as penalidades?
  3. Alienação parental é crime?
  4. A guarda compartilhada é uma possível solução?
  5. A guarda compartilha é regra, em caso de briga por guardas?
  6. Guarda compartilhada é 15 dias com a mãe e 15 com o pai?
  7. Como que fica a residência da criança na guarda compartilhada?
  8. A creche ou escolinha do meu filho é obrigada a passar informações, mesmo que o pai/mãe não tenha guarda compartilhada?
  9. Na guarda compartilhada cabe pensão alimentícia?
  10. E muito mais...


Por ser um assunto complexo, separamos uma lista de perguntas e respostas, clique aqui e veja todas.

Comentários
* O e-mail não será publicado no site.