Filho que cursa mestrado não tem direito a pensão


1 min de leitura
02 Jun
02Jun

Pra quem não sabe, o mestrado é um curso de especialização, a grosso modo, para quem já formou na faculdade.


Geralmente, conforme pesquisas do IBGE, as pessoas concluem a faculdade entre 25 a 28 anos.


Assim, continuar recebendo pensão após essa idade, para a justiça, é considerado excessivo ao pai ou mãe que paga, eis que esse adulto já tem condição de buscar seu próprio sustento.


Quem paga, pode continuar pagando, se quiser. Mas se quiser não pagar mais, tem o direito de não pagar!


Muitas vezes sabemos que os filhos insistem na pensão como uma forma de punir o pai ou a mãe pela falta de afeto que teve durante toda a infância, mas a pensão não é meio para isso.


Se houve algum tipo de abandono do seu pai ou mãe, o caminho correto é o ABANDONO AFETIVO, que é uma indenização pela ausência que isso te causou, e que, no fundo da sua alma, causa-lhe dor até hoje.


Sabemos que não ter um pai ou uma mãe presente é realmente é muito triste, e sabemos que as sequelas disso na vida de uma pessoa é muito grave. Você pode buscar uma indenização na justiça. Mas, você pode procurar um meio alternativo a isso, um meio que vá fazer você entender o porquê disso tudo na sua vida, que chama CONSTELAÇÃO FAMILIAR.


Depois vou explicar isso para vocês, com mais calma. Mas, se ficar curioso, procure saber a respeito, é muito interessante. Você merece ser feliz, poxa!



Veja mais assuntos sobre pensão alimentícia:


Comentários
* O e-mail não será publicado no site.