7 dicas de como evitar o divórcio


3 min de leitura
15 Jun
15Jun

Não é fácil a vida a dois, mas a quantidade de divórcios aumentou assustadoramente, cerca de 9.909%, conforme pesquisas do Google.


E, pensando nisso, decidimos separar algumas dicas primordiais para que o divórcio seja evitado.

Essas dicas são um apurado das maiores brigas judiciais que temos em Direito de Família, sendo eles:



Acreditamos que se aprendermos a olhar para o relacionamento e expor a opinião de cada um, bem como aprendermos a lidar com essas situações, que muitas das vezes não falamos, essas brigas podem ser evitadas, evitando, consequente, o divórcio em si, a fim de ter um casamento tranquilo.


Eu sou advogada, mas nunca quis promover o divórcio como força de ganhar dinheiro, o que mais me deixa de feliz é quando um casal decide se dar mais uma chance.


Lembre-se, o objetivo desse conteúdo é fazer você pensar no seu cônjuge, evitando um possível divórcio.

Obrigada por ler! Quero ver você FELIZ!




Vamos para as dicas:


1. REGIME DE CASAMENTO

Defina os bens de cada um e se esses bens serão do casal ou não. Se adquirir algum bem durante a união, defina a responsabilidade de cada um sobre esse bem. Conversar sobre isso é saudável, pois expõe a vontade de cada um.


2. PENSE NOS FILHOS

Defina como se dará o cuidado. quem assumirá as responsabilidades de cuidado, estudos e passeio, bem como quem pagará as contas imediatas ou se será em conjunto. Pense: eu preciso trabalhar mais ou tenho mais tempo para uma educação mais dedicada?


3. AS CONTAS DA CASA

Faça um planejamento familiar das possíveis contas e dívidas e se há concordância de ambos. Ponha tudo no papel. Dinheiro é o maior motivo de brigas.


4. naMORAR JUNTO

Vocês querem morar junto? se sim, vamos definir como será isso? Pense nas responsabilidades e se você está de acordo com tudo, na lei chamamos de coabitação.


5. SAIBA SOBRE LEIS – DIREITOS E DEVERES DE CADA UM

Antes de ir para um casamento, faça um planejamento jurídico. Sabe porquê? Para você conhecer seus direitos e seus limites. Limites principalmente.


6. FIDELIDADE RECÍPROCA

Sério isso? Sim... a infidelidade, dependendo da situação, pode dar danos morais ao outro cônjuge, sem contar que são os maiores motivos de divórcio.


7. AGRESSÕES FÍSICAS E VERBAIS

Agressões não podem ter, de ambos os lados. evite brigas intensas de ofensas, ameaças e contato físico.




Vocês não estão sozinhos. Recorra a sua religião. Recorra aos padrinhos. Recorra a uma terapia de casal.


Muitas brigas acontecem porque os problemas do passado não foram resolvidos e falar sobre eles é bom para uma solução eficaz.


Conte com a gente nessa jornada!



Outros temas que podem lhe auxiliar sobre seus direitos:


Comentários
* O e-mail não será publicado no site.